quinta-feira, 15 de julho de 2010

A FELICIDADE DA SAPABELA

 
- Rospo! Estou tão feliz!
- Já sei! Ganhou um celular!
- Não, Rospo, não.
- Vai casar?
- Não, Rospo, é outra coisa...
- Arrumou um namorado?
- Não!
- Comprou um carro?
- Rospo, é algo maior. Não consegue pensar além?
- Estava brincando, Sapabela. Qual é o motivo da felicidade?
- Escrevi um poema. Criei um poema. Poetizei.
- Ah, você estava falando de felicidade maior!
- Claro, meu amigo.
- Escrever um poema: realmente é algo que não tem preço.
 
HISTÓRIAS DO ROSPO 2010 - 1
Marciano Vasques


Um comentário:

  1. seu blog está no meu: http://isabelle-obeijodaborboleta.blogspot.com/

    ResponderExcluir